As vendas no varejo de material de construção seguem aquecidas no país e atingiu o crescimento de 5% no mês de novembro em relação a outubro.

Com o dado divulgado pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), o acumulado do ano no setor foi de alta de 6,5% e de 7,5% nos últimos 12 meses.

Na pesquisa mensal da entidade, a região Sul do país foi a que mais se destacou com 9% de crescimento nas vendas. Em seguida vêm as regiões Nordeste (8%), Norte (5%) e Sudeste (4%).

Categorias de destaques em vendas

As categorias que mais se destacaram no mês foram revestimentos cerâmicos, com 12% de crescimento, e telhas de fibrocimento com 3% de crescimento a mais que em outubro.

A categoria que mais se destacou foi a de revestimentos cerâmicos, com 12% de crescimento
A categoria que mais se destacou foi a de revestimentos cerâmicos, com 12% de crescimento

O desempenho no mês também vem motivado por uma maior confiança do setor às mudanças no cenário político. O presidente da Anamaco, Cláudio Conz, destacou que o otimismo dos varejistas do setor em relação ao próximo governo atingiu 84%, maior patamar registrado pela pesquisa desde 2013.

Mas o presidente também salientou que, historicamente, dezembro apresenta um período inferior de vendas para o setor e por isso ter cautela é importante. “Por conta das festas de fim de ano, as pessoas param de reformar e construir até a primeira quinzena do mês. Por isso, é esperado que tenhamos um desempenho inferior a novembro, com o consumidor retomando as obras só após as férias escolares”, disse Conz.

Ainda que as expectativas para o fechamento de dezembro não sejam muito favoráveis para o varejo de material de construção, a Anamaco acredito que o setor ficará no azul com um crescimento de 6,5% em relação ao ano passado. Na ocasião, o faturamento foi de R$ 114,5 bilhões.

Conteúdo Relacionado

Material de Construção

Varejo de material de construção inicia ano com estabilidade e otimismo

12.fevereiro

A pesquisa mensal da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) demonstrou estabilidade no setor em janeiro na comparação com o mesmo período de 2018. No entanto, houve queda de 9% em relação ao último mês de dezembro.

Material de Construção

Varejo de material de construção comemora alta do setor em 2018

17.janeiro

O balanço do ano feito pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) comprovou que o setor alcançou o faturamento recorde de R$ 122 bilhões. O montante é 6,5% maior do que o registrado em 2017.

Material de Construção

Confiança da Construção atinge 85,5 pontos em dezembro

14.janeiro

O Índice de Confiança da Construção (ICST) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) cresceu 0,8 pontos. Ela atingiu 85,5 pontos no mês de dezembro. A taxa é a maior calculada no período desde o ano de 2014, quando chegou a 88,8.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *