Os principais indicadores do setor varejista confirmam a retomada do segmento perante a economia brasileira. Após dois anos consecutivos de retração, o ano de 2017 provou que o cenário segue em plena mudança. Além disso, traz otimismo para este último trimestre de 2018.

É o que mostra a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). Os dados atualizados são da pesquisa “O Papel do Varejo na Economia Brasileira”.

O varejo representou 63,4% do PIB brasileiro, que chegou a R$ 6,6 trilhões no ano passado. A estimativa é de que o varejo restrito registre um crescimento de 3,2% em 2018. Já o varejo ampliado – considerando as vendas de material de construção e veículos – tem a previsão de encerrar o ano com uma alta de 5%.

Com base nos indicadores da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o desempenho deste ano deve ser influenciado pelo maior ritmo de atividade econômica.

O resumo da SBVC também destaca que o maior consumo das famílias dentro de um cenário de inflação reduzida e juros menores deve contribuir para a alta nas vendas do setor.

Outras características do varejo no Brasil

O estudo da SBVC defende a existência de quatro fatores fundamentais para o desenvolvimento do negócio varejista que são: renda, emprego, crédito e confiança do consumidor. Juntos, os quatro elementos auxiliam no estímulo das vendas.

No quesito emprego, o setor de comércio emprega 22,3% dos trabalhadores formais brasileiros. O índice de confiança do consumidor também contribui para o bom momento do setor.

“Depois de um período de desconfiança, os consumidores voltam a ficar otimistas em relação às perspectivas econômicas do país, às finanças familiares e ao emprego. O resultado parece ter sido influenciado pela redução das incertezas políticas”, comentou a coordenadora da Sondagem do Consumidor, Viviane Seda Bittencourt.

Conteúdo Relacionado

News

5 Dicas para melhorar a gestão de categoria da sua loja

05.março

Fidelize clientes e reduza custos de operação. O gerenciamento de categorias deve constar entre as prioridades da loja para facilitar o processo de compra do cliente e impulsionar os lucros, transmitindo a mensagem de organização.

News

Consumidor não se importa de ter padrão de compras monitorado pelo varejo

27.fevereiro

A pesquisa anual Global Consumer Insights, realizada pela PwC no ano passado, trouxe os novos comportamentos do consumidor diante ao cenário de um varejo cada vez mais digitalizado.

News

4 dicas para planejar sua vitrine e atrair mais clientes

25.fevereiro

Nem sempre a decoração ou um planejamento mais assertivo da vitrine é prioridade para os lojistas.  Acontece que esse pensamento precisa ser mudado já que a vitrine é o cartão de visitas da loja e, em muitas situações, pode ser sinônimo de atração de novos clientes e aumento no faturamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *