As novas tecnologias e mídias digitais estão criando um novo perfil de consumidor e o varejo vem sendo fortemente impactado por essa realidade. 

Pensando sob essa perspectiva, como é que será o mercado em 2025? Para responder à pergunta, a empresa líder mundial em tecnologia e negócio Cognizant realizou um estudo mostrando as tendências que vão impulsionar no comércio nos próximos sete anos.

O estudo global mostrou que tecnologias como a internet das coisas (IoT), realidade virtual e inteligência artificial vão propiciar experiências de compra ao shopper de forma ainda mais intensa. Com isso, o distanciamento entre e-commerce e a loja física, que ainda acontece, vai desaparecer.

A tendência é que as duas formas de comércios passem a se integrar reduzindo os pontos de venda e complementando uma a outra. Isso é um resultado do comportamento do consumidor e do crescimento desenfreado nas compras de dispositivos móveis, facilitando cada vez mais o acesso às tecnologias.  

Dispositivos móveis
Crescimento nas compras através de dispositivos móveis

De acordo com o levantamento, 90% dos varejistas responderam que o número e a área das lojas físicas diminuirão ou permanecerão iguais. A perspectiva é de que as lojas funcionem como vitrine e permitam que todos os eventos monitorados sejam capturados e analisados por meio da IoT.

A Internet das Coisas

A chamada internet das coisas é um termo novo com o objetivo de denominar a conexão de equipamentos e objetos à rede mundial de computadores. Esse já é o caso de acessórios e aparelhos como relógios, eletrodomésticos e tênis, por exemplo, que podem se conectar facilmente com a internet e outros dispositivos eletrônicos.

Na próxima década, a internet das coisas se tornará uma fonte de dados para os anunciantes e vai oferecer ainda mais oportunidades de negócios aos varejistas. As operações poderão ser mais eficientes e automatizadas para melhor gestão de estoques, frota, produtos e etc.

Ainda segundo o estudo da Cognizant, os smartphones serão cada vez mais eficientes para melhorar a experiência das compras online. Por isso, já tem sido adotada pelos varejistas a prática de melhorarem os sites de compras com versões para os dispositivos móveis.

Até 2025, haverá crescimento significativo em pagamentos por esses dispositivos que ainda poderão se tornar o principal meio para programas de recompensas e fidelidade.

Pagamento por dispositivos móveis
A previsão é de crescimento nos pagamentos por dispositivos móveis até 2025

Os consumidores também estarão mais habituados a compartilhar dados pessoais desde que isto reflita em conveniência e personalização na interação com os varejistas e grandes marcas. Até lá, o shopper vai permitir que serviços de assistentes digitais auxiliem na identificação de ofertas relevantes.

O blockchain ou “protocolo da confiança” – tecnologia que visa a descentralização como medida de segurança – será parte essencial do varejo no que diz respeito à redução de falsificação de produtos e no aumento da eficiência nas transações com a eliminação da necessidade de intermediários.

A importância da logística do varejo

Outra tendência que o estudo aponta é em relação ao setor de logística dentro do varejo. Dos participantes do estudo, 46% dos transportadores e 81% dos provedores de serviços logísticos concordaram que a colaboração com outras companhias, clientes e eventualmente competidores podem resultar em uma melhor experiência ao consumidor e reduzir custos em toda a cadeia.

A logística é um fator de sucesso no modelo de omnichannel – tendência do varejo que se baseia na convergência de todos os canais utilizados por uma empresa – para oferecer melhor disponibilidade, preço, velocidade, flexibilidade, agilidade e inovação digital.

Conteúdo Relacionado

News

Por que é um desafio investir em inovação no Varejo?

13.fevereiro

Um estudo desenvolvido com varejistas pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e o Laboratório de Inovação do Varejo (ProVA) apresentou a percepção de que os empresários reconhecem a importância de inserir inovação no negócio, mas que os desafios ainda são muitos.

News

Velocidade e conveniência estão entre as prioridades para o consumidor, sua loja está pronta?

08.fevereiro

Preço, qualidade, atendimento e praticidade são alguns dos fatores que estimulam o consumidor a comprar. Mas será que é o que realmente importa para os clientes do varejo? A PwC trouxe mais uma edição da Pesquisa Global Consumer Insights e assinalou que também destacam entre as preferências do shopper: velocidade e conveniência.

News

Diferencial na sua loja: como oferecer serviços dos Correios no seu varejo

07.fevereiro

Uma nova modalidade de negócio está sendo proposta pelos Correios ao varejo brasileiro. Por meio de processo seletivo, com edital aberto até o próximo dia 8 de março, as lojas interessadas poderão aderir ao canal de atendimento Correios Aqui. Com ele, os clientes poderão realizar pagamentos à vista ou a faturar dentro da própria loja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *