O recente leilão do 5G está deixando o mercado brasileiro agitado. Isso porque a nova geração de internet móvel promete ser importante para a transformação da economia. Conforme levantamento da Nokia e Omdia, somente o varejo deve faturar R$ 88 bilhões até 2035 com a tecnologia 5G.

Até 100 vezes mais rápida do que o 4G, a tecnologia 5G é também considerada mais estável. Dessa forma, ela deve impulsionar atividades que dependem de tempo e segurança para se tornarem realidade ou se fortalecerem.
Outro benefício é a economia da bateria dos aparelhos, já que ela consome menos energia para operar.

Atendimento otimizado

Carros autônomos, drones para entregas e coleiras de pets com localizadores são algumas das possibilidades. No caso específico do varejo, a nova internet móvel deve influenciar na experiência do cliente.

A expectativa é que as lojas possam otimizar o atendimento utilizando recursos como os de realidade aumentada e realidade virtual. Os dois sistemas buscam simular virtualmente o contato com o ambiente físico.

Pioneira em novos modelos de negócios, a Amazon possui supermercados sem caixas, por exemplo. Na versão lançada em 2016, bastava apontar o smartphone para o produto desejado na loja. A compra era computada no cartão de crédito por meio de aplicativo.

Em agosto do ano passado, a forma inteligente de pagamentos migrou para o carrinho de compras. Agora, é ele que detecta o produto escolhido.

Mas não é preciso ir tão longe para que os lojistas usufruam da tecnologia 5G. Com maior velocidade e menos risco de queda no sinal, pagamentos com carteiras digitais serão mais viáveis.

Mesmo o pagamento via PIX poderá ter o alcance ampliado. Ao oferecer suporte ao cliente, chamadas de vídeos de melhor qualidade serão aliadas. Essas são algumas aplicações do 5G elencadas pela Nokia e Omdia.

“Estamos falando em melhores produtos e serviços públicos, indústria mais eficiente, cidades mais conectadas”, disse ao G1 Marcela Carvalho, assessora especial da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Implementação da tecnologia 5G

O leilão do 5G ocorreu nos dias 4 e 5 de novembro. As empresas de telefonia disputaram lotes de frequência, que são como “avenidas” por onde o sinal vai trafegar. O serviço poderá ser explorado pelas vencedoras por um prazo de até 20 anos.

A expectativa da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é que o funcionamento da tecnologia seja em julho de 2022. Ainda assim de forma parcial. Para todas as cidades do país com mais de 30 mil habitantes, o prazo é julho de 2029.

Gostou desse conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdos como este gratuitamente e em primeira mão!

Leia também:

Omnicalidade: maior integração entre online e off-line é o caminho
Resultados da Black Friday: eletroportáteis ganham destaque em 2021

Conteúdo Relacionado

umv-tech-2022
News

UMV Tech 2022 reúne varejistas de todo país para falar sobre tecnologia

15.julho

Durante mais de quatro horas, varejistas de todo o país participaram de palestras sobre o uso de tecnologia no setor no UMV Tech 2022. O evento, organizado pela Universidade Martins do Varejo (UMV), foi 100% online e transmitido pelo canal da UMV no Youtube nesta quarta-feira (13). Os trabalhos foram abertos pelo diretor comercial do […]

umv-tech
News

UMV Tech: evento online e gratuito com foco em tecnologias que transformam o varejo

15.outubro

Seguindo com o propósito de apoiar o pequeno e médio varejo brasileiro, a Universidade Martins do Varejo (UMV) promove mais um grande evento online e 100% gratuito. Vem aí o UMV Tech – Tecnologias que transformam o varejo, com uma jornada de três dias de muito conhecimento. Nos dias 19, 20 e 21 de outubro, […]

tecnologias
News

Tecnologias de mãos dadas com as vendas

04.fevereiro

Acompanhar a movimentação do mercado em relação às tecnologias é importante para aliar o negócio às novidades e mostrar para o cliente que a loja busca por inovações para oferecer os melhores produtos, bem como as melhores experiências ao consumidor. Por isso, fomos atrás das principais tendências do setor e já debatidas neste primeiro mês […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *