As vendas no varejo alimentar (supermercados) continuam apresentando alta e demonstraram crescimento de 1,35% em agosto em relação ao mês de julho. No comparativo com agosto do ano anterior, a alta é de 3,64%. Esses dados foram aferidos pelo Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

A pesquisa mensal apresentou, ainda, crescimento nas vendas nos supermercados de 1,35% no acumulado do ano em valores reais, deflacionadas pelo IPCA/IBGE, na comparação com o mesmo período de 2017.

Já em valores nominais, sem a compensação da inflação, as vendas do setor apresentaram alta de 1,26% no comparativo com julho e 7,97% em relação a agosto de 2017. No acumulado do ano, as vendas cresceram 5,48%.

O preço da cesta de alto consumo Abrasmercado (analisada pela entidade nacional em conjunto com a GfK e contando com 35 itens) no mês apresentou queda de -1,26% em relação a julho. O monitoramento é feito junto a 600 estabelecimentos de autosserviço em todo o território nacional.

Se comparado ao mesmo mês do ano anterior, o Abrasmercado apresentou alta de 2,25%, saltando de R$448,45 para R$458,53.

Os produtos com as maiores altas em agosto em comparação com julho foram: shampoo (5,17%), farinha de trigo (5,13%) e extrato de tomate (3,02). Os itens que tiveram maior queda nos preços no período foram: cebola (-21,13%), batata (-12,23%) e massa sêmola espaguete (-6,87%).

Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados apontou que os supermercados atingiram alta de 1,35%
Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados apontou que os supermercados atingiram alta de 1,35%

Cestas regionais

O preço da cesta Abrasmercado em todas as regiões brasileiras apresentou queda entre julho e agosto. Na região sul, a variação foi de -2,03%, quando em julho o valor estava a R$516,71 e passou para R$506,22. Entretanto, a maior queda foi registrada no Sudeste do país com -2,26%.

O indicador da GfK ainda mostrou a variação de -0,25% na região Norte, -0,17% no Centro Oeste e -1,61% no Nordeste brasileiro, cuja região tem o menor valor da cesta. Em julho, o preço saiu a R$399,64 e no mês seguinte caiu para R$393,20.

Conteúdo Relacionado

bottles of champagne
Varejo Alimentar

Espumantes ganham a preferência do consumidor e devem estar no radar do varejo

30.agosto

O consumo de espumantes está em ascensão no Brasil. Tanto que, no último ano, o volume de vendas da bebida superou o de vinhos. Logo, o varejo deve estar atento para aproveitar as oportunidades oferecidas pelo segmento. Conforme pesquisa da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), 40,4 milhões de garrafas de espumantes foram comercializadas no país […]

higiene-pessoal
Varejo Alimentar

Varejo tem no setor de higiene pessoal um aliado para alavancar as vendas

21.julho

As vendas de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos estão cada vez mais aquecidas. Conforme a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o setor cresceu 6,5% apenas no primeiro trimestre de 2022 e mostra fôlego para fazer a diferença no caixa do varejo até o fim do ano. A […]

inverno-cha
Varejo Alimentar

Inverno movimenta vendas em supermercados e farmácias

14.junho

A chegada da estação mais fria do ano é também sinônimo de oportunidades para o varejo nacional. Além do setor de vestuário, que deve movimentar quase R$ 14 bilhões nesta temporada, os supermercados e farmácias também devem se beneficiar da economia de inverno. Com início em 21 de junho e término em 22 de setembro, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *