O isolamento social e as demais medidas determinadas pelas autoridades a fim de conter a propagação do coronavírus incidiram sobre o varejo brasileiro. Algumas categorias passaram a receber maior atenção dos consumidores e foram ainda mais priorizadas no carrinho de compras. É o caso dos itens de higiene e beleza.

São produtos considerados essenciais para proteger a saúde e garantir o bem-estar e a qualidade de vida em casa. O levantamento anual feito pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), demonstrou o quanto essas categorias ditaram a retomada do setor.

Em 2020, mesmo durante a pandemia, houve alta de um 5,8% nas vendas em relação ao ano de 2019. Um dos fatores que mais contribuiu para esse crescimento foi a mudança de hábitos de higiene, reforçados para conter os riscos de contaminação do vírus.

Higienizadores no topo da lista de compras

O painel da Abihpec avaliou a “Cesta COVID-19 de Consumo”. O álcool em gel liderou as vendas com o impacto de 808% a mais nas vendas no comparativo com o mesmo período analisado anteriormente.

Também se destacaram nas vendas outros higienizadores como lenço de papel (77%) e toalha de papel multiuso (33,2%). Além disso, sabonete líquido (22,3%), sabonete em barra (9,5%) e papel higiênico (12,7%).

Segundo a Abihpec, a tendência é de que esse mix continuará se destacando nas vendas neste ano, já que ainda estamos em plena pandemia e com uma nova onda de contaminação, ainda mais preocupante.

As famílias cada vez mais conscientes continuarão buscando por itens de prevenção à saúde. E reforçando os hábitos de higiene pessoal em casa.

Produtos de higiene para o banho

O consumidor também aumentou a frequência de banhos e o hábito de cuidar mais dos cabelos. Esse, inclusive, foi um dos novos comportamentos que mudaram com a pandemia.

Em relação a 2019, a venda de shampoos no ano passado atingiu o patamar de 7,9%. Já a comercialização de condicionadores e produtos de tratamento capilar cresceu de 18,6% e 12,6%, respectivamente.

Skincare ganha adeptos

Ainda de acordo com a pesquisa, de janeiro a dezembro de 2020, o segmento de cuidados com a pele cresceu quase 22% em vendas. Os principais destaques da categoria foram máscaras de tratamento facial, com mais de 90% de aumento, e esfoliantes corporais, com o aumento de 153,2%.

Os indicadores demonstram o quanto o brasileiro está cada vez mais preocupado em cuidar da aparência, investindo na linha skincare.

“Essa já era uma tendência observada antes da pandemia. E no ano de 2020, a busca por produtos para essa finalidade, de fato, aumentou. Esse é, sem dúvidas, um sinal positivo para a ampliação desse segmento que ainda tem enorme potencial de desenvolvimento aqui no Brasil”, comentou o presidente-executivo da Abihpec, João Carlos Basilio.

O cenário está bastante propício para melhorar o sortimento da loja com produtos relacionados a essas categorias, já que os indicativos são de que a alta demanda por esses produtos vai permanecer em 2021.

Por fim, importante saber que destacá-los em espaços estratégicos da loja vai ajudar o consumidor a lembrar de que esses itens são essenciais em casa, mesmo que não estejam na lista de compras naquele momento.

Gostou do que leu? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber notícias em primeira mão.

Leia também:

Pandemia faz venda de alimentos saudáveis bater recorde em 2020
Perdas no varejo: como afastar sua loja desses problemas

Conteúdo Relacionado

varejo
Varejo Alimentar

Varejo: como direcionar as estratégias para a reta final do ano

15.dezembro

É normal que você, do varejo, ainda esteja fazendo as contas para saber como as finanças da loja fecharão neste ano atípico de crise causada pela pandemia. Ao mesmo tempo que já começa a ficar aflito desde já pelas incertezas do ano que está por vir. Ter um ponto de partida é a primeira coisa […]

idosos-em-farmacias
Farma

Idosos querem atendimento presencial nas farmácias

06.abril

Os idosos são um dos principais públicos consumidores do varejo farmacêutico. Isso é incontestável! Mas será que eles estão satisfeitos com o atendimento prestado? O varejo tem trabalhado para melhorar a experiência desses consumidores? A princípio não é o que comprova uma pesquisa realizada pela Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar) […]

skincare-supermercado-e-farmacia
Varejo Alimentar

Produtos de skincare impulsionam vendas em supermercados e farmácias

28.janeiro

Cuidar da pele e do rosto está entre as principais necessidades do consumidor. Não apenas por uma simples questão estética. As pessoas passaram a se preocupar mais com esses cuidados e colocaram o hábito na listinha de “vida saudável”. O varejo, por sua vez, passou a lucrar bastante com esse movimento conhecido por skincare, que […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *