Os pagamentos digitais devem dobrar na América Latina nos próximos oito anos. A estimativa é da consultoria PwC. Com foco nesse cenário, a empresa divulgou, neste mês, cinco tendências de pagamentos sem dinheiro em espécie.
Para o varejo, estar atento a essas inovações pode ser um diferencial para aumentar o sucesso nas vendas.

Atualmente, os países latinos fazem, por ano, 73 bilhões de compras com pagamentos digitais. Em 2025, esse número deve passar para 111 bilhões e chegar em 165 bilhões até 2030.

“Para as empresas, trará a possibilidade de realizar transações com agilidade, além de alavancar a competitividade no mercado. Já para o consumidor, essas novas frentes promoverão a inclusão e o poder de compra, já que mais gente estará pronta para o consumo”, comenta Wander Cunha. Ele é diretor da empresa de tecnologia da informação Certsys, que também valida as tendências de pagamentos apontadas pela PwC.

Pagamentos digitais

Além das carteiras digitais, QR Code, WhatsApp, open banking e pagamentos por voz são as opções. Em comum, essas ferramentas são aliadas do lojista na promoção da experiência do cliente. Confira detalhes de cada recurso:

1. Código de resposta rápida

O “quick response code” ou QR Code é uma evolução do código de barras e possui alta capacidade de armazenamento de dados. Dessa forma, é uma ferramenta que apoia a unificação da jornada do cliente, entre o on e o off-line.

De acordo com a consultoria Juniper Research, a modalidade deve ser usada por mais de 2 bilhões pessoas até 2025. Conforme a pesquisa Panorama Mobile Time, as transações por QR Code aumentaram 48% em apenas seis meses de 2020.

Hoje, essa tecnologia, desenvolvida nos anos 1990, permite que sejam inclusas informações que não caberiam na etiqueta de um produto. Por meio dela, também é possível oferecer acesso a catálogos e cardápios digitais.

2. PIX

Essa forma de pagamento instantâneo movimentou quase R$ 4 trilhões no país no primeiro ano de funcionamento. Nesse período, entre novembro de 2020 e outubro de 2021, alcançou mais de 1,6 bilhão de transações.

3. Super aplicativos

O WhatsApp é um dos modelos mais populares de aplicativos com habilitação de pagamentos. Com mais de 120 milhões de brasileiros em sua base de dados, seu uso foi potencializado com a pandemia.

Atualmente, o aplicativo de bate-papo representa 21,2% das vendas do setor varejista. Desde maio, a ferramenta conta com o WhatsApp Pay, que facilita os pagamentos entre pessoas físicas. Em breve, deve ser ampliado para pessoas jurídicas.

4. Carteiras digitais

Os aplicativos que armazenam informações de pagamentos foram responsáveis por 17% das transações eletrônicas no Brasil em 2020. O serviço deve crescer ainda mais com a adoção do Open Banking pelo Banco Central.

O Open Banking é um conjunto de regras e tecnologias que, na prática, facilita o acesso das pessoas ao sistema bancário. De acordo com o Banco Central, cerca de 16,3 milhões de brasileiros não têm conta em banco em janeiro deste ano.

5. Pagamento por voz

É outro tipo de biometria que deve se tornar cada vez mais viável, especialmente com a chegada da tecnologia 5G. O Banco do Brasil, por exemplo, já conta com o recurso. Estima-se que as compras por voz movimentem 40 bilhões de dólares no mundo em 2022.

Gostou desse conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdos como este gratuitamente e em primeira mão!

Leia também:

Futuro do varejo pode estar no comércio de vizinhança e minicentros de distribuição
Mercado de proteção solar deve acelerar crescimento no Brasil até 2025

Conteúdo Relacionado

novas-modalidades-do-pix
News

Novas modalidades do Pix devem impulsionar o varejo

03.março

O Banco Central (Bacen) deve anunciar ainda este ano duas novas modalidades do Pix. A forma de pagamento instantâneo, lançada em 2020, vai expandir para o Pix Aproximação e Pix Garantido. Sendo assim, espera-se que as novidades impulsionem o uso do recurso pelo varejo. Pelo Pix Aproximação, a ideia é possibilitar experiência semelhante ao do […]

pix em segundo lugar
News

Pix é o 2º meio de pagamento mais utilizado no Brasil

30.agosto

A pandemia de Covid-19 causou mudanças no comportamento dos consumidores e um dos costumes mais comuns vem sendo substituído com o avanço da tecnologia. Com os consumidores evitando o compartilhamento de objetos, como maquininhas de cartões e o dinheiro, as transações via Pix vem ganhando cada vez mais espaço no meio comercial. Conforme pesquisa realizada […]

whatsapp-nos-negocios
News

Comprar e comunicar, as vantagens do Whatsapp nos negócios

08.julho

Usar o Whatsapp nos negócios está entre as estratégias adotadas por empresas para alcançar um número maior de clientes durante essa pandemia. O aplicativo de mensagens se tornou corriqueiro no dia a dia das pessoas. E passou a ser o aliado do comércio varejista brasileiro, que foi atingido em cheio pelas restrições sanitárias por causa […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *