Soltar ofertas e promoções de loja ou uma campanha promocional é, sobretudo, uma grande oportunidade para poder aumentar o volume de vendas de determinados produtos ou categorias e dar fluxo ao estoque de itens encalhados.

É ainda uma opção para dar maior visibilidade para a marca e atrair consumidores ao ponto de venda.

Só que é preciso um planejamento prévio a fim de evitar alguns fatores que podem comprometer o sucesso da campanha. Por exemplo: muitas regras para participar – que acabam desmotivando o consumidor -, falha na comunicação, duração longa, falta de confiabilidade naquilo que está se ofertando e pouca criatividade.

O Portal Vitrine do Varejo separou algumas noções básicas e dicas infalíveis para o lojista “pensar fora da caixa” e conseguir concluir as ações promocionais da loja de forma satisfatória, tanto para o varejo, quanto para o cliente.

Definindo a melhor técnica

É importante definir e alinhar todas as ideias antes de concretizar as ações e, para isso, definir qual tipo de promoção é mais viável naquele momento. Ofertas como “pague 1, leve 2”, geralmente muito utilizadas no setor supermercadista, são funcionais para dar rotatividade aos produtos com prazos de validade mais apertados.

Descontos para as próximas compras levam o cliente a ter interesse em voltar à loja e ajuda a fidelizar o público-alvo. Se esse for o objetivo da loja, é uma das ações mais efetivas, desde que o benefício também tenha um prazo limitado para ser concedido para que o cliente não demore a voltar.

Oportunidade

Datas comemorativas são muito usadas para divulgar ofertas de produtos sazonais. Ajudam na saída dos produtos que não podem ficar encalhados após o período e atrai mais gente para comprar na loja. Mas mais do que focar em datas tradicionais como Dia das Crianças, Natal, Black Friday, entre outras, o varejista precisa ser criativo e pensar antes da concorrência em explorar outras datas ao longo do ano.

A Universidade Martins do Varejo (UMV) pode te ajudar no melhor direcionamento para as promoções por meio de consultorias e treinamentos que ajudarão nos desafios e na elaboração de estratégias de sucesso para a loja.

Criatividade em jogo

Depois de planejar e escolher qual tipo de ação, o lojista deve se preocupar em ser criativo e, se possível, contar com a ajuda de um profissional de marketing para direcionar melhor as ações.

Não há muitas regras nesse quesito porque cada loja pode personalizar suas próprias ações. Mas a comunicação visual, seja ela física ou virtual, deve ser bem alinhada para divulgação das promoções.

Use cartazes com cores que chamam a atenção, mas sem parecer muito poluído. Tenha as redes sociais como ótimas aliadas e uso frases e peças publicitárias criativas para chamar a atenção e até a ajudar a aumentar o número de seguidores da página. Muitos varejistas têm aproveitado a onda de “memes/virais da internet” para atrair o cliente.

A criatividade funciona muito para promoções de aniversário da loja ou até mesmo do cliente cadastrado. Ofereça a ele bons descontos no mês de aniversário, por exemplo. Envie um convite de felicitações e conceda esse presente para que ele possa usufruir na loja. Esse é um dos motivos que o banco de dados deve estar sempre atualizado com as informações da clientela.

Conteúdo Relacionado

2020
Varejo Alimentar

2020: tempo de apostar mais na criatividade

09.janeiro

Passa ano, chega ano e todo mundo alimenta melhores expectativas, não é mesmo? No comércio varejista também é assim. Em 2019 a economia ainda se recuperava e o ano de transição política deixou um pouco a desejar, frustrando as estimativas dos lojistas. E para 2020? O que esperar? Especialistas do setor econômico apontam crescimento no […]

compras online
Varejo Alimentar

Em tempos incertos, o varejo sempre se reinventa

24.março

O momento é crítico para todos os setores econômicos do Brasil e para o varejo não é diferente. Em virtude da pandemia do novo coronavírus, muitos estados já começaram a implementar medidas restritivas a fim de evitar a propagação do contágio. Mas antes que o desespero tome conta, muita calma nessa hora, até porque brasileiro […]

compra pelo celular supermercado
Varejo Alimentar

Apps de entrega têm mudado a rotina do varejo

13.março

O que antes era serviço exclusivo do setor de bares e restaurantes, agora está ainda mais próximo do pequeno e grande varejo. Os famosos aplicativos de entregas, como iFood, Uber Eats e Rappi, já estão sendo compartilhados também para entregas de produtos, especialmente do varejo alimentar, adquiridos diretamente das lojas via apps no celular. Além […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *