News

Número de consumidores inadimplentes diminui em novembro

A taxa de consumidores endividados no Brasil, seja no cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial e crediário, sofreu uma pequena queda em novembro na comparação com o mês anterior.

Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a inadimplência era de 60,3% em novembro ante os 60,7% de outubro.

A queda também foi percebida com relação a novembro do ano passado ao registrar 1,9 ponto percentual a menos (62,2%). Dos entrevistados, 22,9% famílias responderam estar com dívidas ou contas em atraso em novembro de 2018, em comparação com as 23,5% em outubro deste ano e 25,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

O cartão de crédito é o principal tipo de dívida, informado por 77,4% das famílias entrevistadas. Em seguida, estão os carnês de loja (14,8%) e financiamento de carro (10,2%).

De acordo com a economista da CNC, Marianne Hanson, entre os fatores para a queda no endividamento estão relacionados a um cenário um pouco mais otimista e de menor comprometimento da renda familiar com as dívidas.

“As taxas de juros em níveis mais baixos também constituem um fator favorável a esse resultado. As famílias brasileiras se mostraram mais otimistas em relação à sua capacidade de pagamento”, comentou.

As famílias que se declararam muito endividadas também registram decréscimo no período, de 12,9% para 12,8% em novembro. Comparando novembro de 2017 com o mesmo mês de 2018, as famílias que se declararam estar mais ou menos endividadas passaram de 23% para 23,2%, e a parcela pouco endividada passou de 24,6% para 24,3% do total de famílias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *