A novo auxílio emergencial começou a ser pago pelo governo federal na última terça-feira (6). E sempre que o governo injeta novos benefícios à economia, o varejo naturalmente se beneficia.

Embora essa expectativa seja inevitável, há de se considerar que desta vez o valor é bem inferior às primeiras fases do auxílio e vai abranger um público beneficiário menor.

Porém, em tempos de crise em que o comércio está fechado e a queda do faturamento da loja é drástica, qualquer pouco que entra em caixa já é motivo de comemoração, não é mesmo?!

As novas parcelas vão injetar R$ 44 bilhões na economia brasileira. Os valores dessa vez variam de R$ 150 a R$ 375 por apenas um membro da família e mediante a uma série de condições.

Serão beneficiados ao todo 45,6 milhões de lares, o que representa um percentual de 32% a menos do que os contemplados no ano passado, com parcelas de R$ 600 e R$ 300.

Por esse motivo, os especialistas consideram que os impactos não serão grandes para os gastos no varejo. Porém, terão caráter assistencialista para as despesas necessárias em casa.

Com isso, segmentos como o varejo alimentar, farmacêutico e até de material de construção, que estão na lista de atividades essenciais, devem se beneficiar mais com a nova demanda.

Varejo acompanha o auxílio

Algo que o mercado notou incontestavelmente foi que a crise comprometeu as vendas para os lojistas. Na contrapartida, o varejo ampliado, que inclui material de construção e veículos, passou a ter acréscimo nas vendas à medida que o auxílio emergencial era pago aos brasileiros.

De setembro a novembro, por exemplo, foram os meses com maior pico, com base nos dados da Pesquisa Mensal do Consumo (PMC) do IBGE. E aqui se destacam os hipermercados e venda de produtos alimentícios em geral, móveis e eletrodomésticos, farmácias, artigos pessoais e domésticos, além de material de construção.

Ainda que modesta, há uma confiança de que esses segmentos sejam impactados novamente. Importante deixar a loja preparada para esse momento e os atendimentos online – seja e-commerce, WhatsApp ou redes sociais – 100% de prontidão para atender os clientes que vão priorizar o incremento da despensa ou os reparos urgentes que precisam ser feitos em casa.

Novo auxílio emergencial em 4 parcelas

O novo auxílio emergencial vai ser paga aos beneficiários em quatro parcelas com valor médio de R$ 250 por família. O valor maior de R$ 375 vai ser destinado apenas para lares que tenham apenas a mãe como provedora.

Além disso, os critérios dessa vez são mais restritivos. Para começar, o recebimento será limitado a apenas um membro da família. E pago a lares com renda per capita de até meio salário mínimo, ou seja R$ 550, e renda mensal total de até três salários (R$ 3,3 mil).

Os pagamentos começaram a ser depositados no dia 6 de abril para os trabalhadores que fazem parte do Cadastro Único e ainda para aqueles que estão inscritos no site ou pelo Caixa Tem.

Em um primeiro momento, o consumidor só terá acesso aos valores por movimentação digital. Mas os saques, segundo a Caixa, serão disponibilizados posteriormente.

Quem está inserido no Bolsa Família e terá direito ao recebimento, receberá a partir do dia 16 de abril. Para esse público serão destinados R$ 12,7 bilhões.

A consulta para saber se o trabalhar tem direto ao novo auxílio emergencial pode ser feita pelo Portal de Consultas da Dataprev. Para isso, o cidadão deverá informar CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.

Gostou do que leu? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber notícias em primeira mão.

Leia também:

Idosos querem atendimento presencial nas farmácias
Produtos de higiene e beleza ganham destaque no consumo

Conteúdo Relacionado

Marketplace martins capa
News

Marketplace Martins é solução para o varejo nesta crise

27.março

Marketplace, já ouviu falar sobre isso? Calma, antes de entrarmos de fato neste tema, vamos refletir. Quem diria que um dia poderíamos comprar tudo em um único local, sem sair de casa e com poucos cliques? Quem diria que em uma espécie de shopping virtual pudéssemos ter acesso a milhares de marcas do nosso interesse […]

delivery-no-varejo
News

Delivery no varejo agora é necessidade

12.maio

O que antes era visto como tendência, agora é realidade necessária. O serviço de delivery no varejo passou a ser essencial na rotina do comércio e não apenas de alimentos, mas em todos os segmentos. A pandemia transformou o consumo mundial. Muita gente só teve as entregas em domicílio para recorrer durante os períodos de […]

nrf-2021-sebrae-e-martins.jpg 23 de fevereiro de 2021
News

O que esperar de 2021, segundo a maior feira de varejo do mundo, a NRF

23.fevereiro

Mais uma edição foi realizada do maior evento de varejo do mundo, a NRF 2021. Com o tema Forward Together, que significa “Juntos e pra frente”, a feira aconteceu em seis dias, entre 12 e 14, e 21 e 21 de janeiro, em Nova York, de forma online, pela primeira vez, por conta da pandemia […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *