A realidade imersiva oferecida pelo metaverso promete revolucionar o varejo mundial. Marcas como Nike, Walmart e Boticário já começaram a explorar esse universo que une tecnologias de realidade virtual com realidade aumentada.

Conforme a Bloomberg Intelligence, estima-se que esse segmento movimente em torno de US$ 800 bilhões até 2024. Isso equivale a quase R$ 4 trilhões. Em entrevista ao UOL, a sócia-diretora da empresa de treinamento Benkyou, Eva Lazzarin, explica que, por enquanto, as empresas usam o metaverso como um showroom.

“Elas usam para fazer relacionamento e gerar tráfego para suas lojas na hora de fechar negócio. O que falta é criar o ‘botãozinho’ para que as pessoas possam comprar lá dentro, diretamente”, destaca.

O Walmart, por exemplo, criou uma versão de sua loja no metaverso. Com isso, os clientes escolhem os produtos e recebem os itens em casa. Já o Boticário tem um modelo experimental no game Avakin Life. Lá os participantes resgatam prêmios em itens da marca e podem requisitar apoio de uma consultora virtual.

Metaverso?

Como explica muito bem o Seja Relevante, hub de informação da Fundação Dom Cabral (FDC), o metaverso é formado por espaços virtuais que podem ser explorados com uso de um avatar.

Por meio da tecnologia “é possível jogar, fazer compras, trabalhar em um escritório virtual e muito mais. Para oferecer essas experiências virtuais imersivas no metaverso, as empresas de tecnologia estão incorporando tecnologias de ponta para impulsionar o desenvolvimento do mundo 3D”, consta no texto da FDC.

A Época Negócios traz como descrição de mataverso “uma rede de mundos virtuais, que tenta replicar a realidade, com foco na conexão social. O metaverso utiliza as tecnologias de realidade virtual e aumentada para proporcionar a imersão do usuário. Elas podem ser acessadas por meio de acessórios como óculos e manoplas, que são conectados a computadores ou smartphones”.

Consumidores já estão na rede

De acordo com a pesquisa da consultoria Accenture, 83% dos entrevistados pretendem comprar pelo metaverso. Além disso, 64% revelaram já terem adquirido um bem virtual ou participado de alguma experiência ou serviço virtual.

Nessa pesquisa foram ouvidos 11 mil consumidores em 16 países e 4.650 executivos de 35 países. Ainda entre os executivos do varejo, 90% acreditam que o mundo virtual deve se tornar cada vez mais parecido com o real para incentivar a navegação nos dois ambientes.

“Além de funcionar como uma nova plataforma de vendas, o metaverso também pode ajudar a fidelizar o cliente, por meio de experiências que vão além da compra do produto. Um varejista, por exemplo, pode criar um evento virtual no qual o consumidor possa se sentar ao lado de um embaixador da marca”, declarou à Época Negócios a diretora global de varejo da Accenture, Jill Standish.

No Brasil, o Kantar Ibope Media aponta que quase 5 milhões de pessoas transitam pelo metaverso. No mundo, a consultoria Gartner calcula que um em cada quatro usuários da internet passarão ao menos uma hora por dia na realidade imersiva até 2026.

Gostou desse conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdos como este gratuitamente e em primeira mão

Leia também:

Datas sazonais de maio: de olho nas oportunidades de vendas
Varejo deve manter estoque de FLV com rastreabilidade

Conteúdo Relacionado

nrf-2022
News

NRF 2022 destaca tecnologia e gestão como tendências do varejo

01.fevereiro

O varejo mundial ainda está sob o impacto da NRF 2022, que aconteceu de 16 a 18 de janeiro, em Nova York (EUA). Os assuntos tratados no National Retail Federation continuam em alta e um dos motivos está no fato de ter sido o primeiro encontro do tipo desde o início da pandemia. O outro, […]

13-salario
News

Varejo deve reforçar estratégias para capitalizar chegada do 13º salário

24.novembro

Ao menos 36% dos trabalhadores pretendem usar o 13º salário para as compras de Natal. Outros 22% planejam empregar o dinheiro extra com as celebrações natalinas ou de Ano Novo. E 21% querem comprar algo para si mesmos. Os dados fazem parte da pesquisa realizada pela Câmara Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) junto ao Serviço […]

Vector,Realistic,Isolated,Neon,Sign,Of,Cyber,Monday,Lettering,For
News

Cyber Monday favorece fortalecimento de canais virtuais do varejo

17.novembro

A primeira segunda-feira após a Black Friday pode ser o cenário perfeito para as lojas físicas fortalecerem sua marca no ambiente virtual. Batizada de Cyber Monday, a “Segunda-feira Cibernética” tem se popularizado cada vez mais no país. Mais do que extensão de uma das maiores sazões brasileiras, a data conquistou características próprias. Criada em 2005 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *