Os consumidores brasileiros voltaram com maior frequência aos supermercados e as vendas do setor reaqueceram.Isso é o que demonstra uma pesquisa realizada pela Neogrid/Nielsen, e divulgada no último mês, com base na alta do índice de ruptura registrada no primeiro semestre.

Segundo o levantamento junto a 25 mil lojas de varejo alimentar em todo o território nacional, a falta de produtos nas gôndolas registrou o índice médio de 10,38%. Em abril o percentual foi de 9,98%, passando para 9,64% em seguida e atingindo 10,88% em junho.

As vendas no setor do varejo alimentar voltam a subir.
As vendas no setor do varejo alimentar voltam a subir.

O vice-presidente de Operações da Neogrid, Robson Munhoz, salientou que as estimativas demonstram a recuperação e o  reaquecimento do setor supermercadista. “Apesar de ser um ano eleitoral, fatores econômicos mais positivos aumentam a confiança do consumidor. O brasileiro está voltando a comprar em diferentes canais. Ele ainda vai ao atacarejo, mas vemos um barulho muito forte nas lojas de proximidade”, disse.

As lojas também começam a identificar que o shopper está voltando a procurar por itens que, anteriormente ao período crítico da crise econômica, tinha o costume de comprar. Agora os carrinhos de compra contam novamente com produtos de maior valor agregado e os varejistas precisam estar preparados para evitar rupturas expressivas nas categorias.

Produtos

Entre os produtos que apresentaram maior ruptura no segundo trimestre estão o leite longa vida (18,1%), frango in natura (12%), leite com sabor (11,9%), sorvetes (11,5%) e azeite (11,3%). O estudo da Neogrid/Nielsen também apontou outros itens como chocolate (11%), margarina (10,8%), pão e congelados (ambos com 10,6%) e feijão (10,1%).

O leite longa vida também encabeçou a lista dos produtos de alto giro – fast movers –  com maior ruptura no semestre, com o índice médio de 12,4%. Depois aparece o pão de queijo congelado (11,7%), queijos em geral (9,9%), além do frango in natura e leite com sabor com 9,7%.

Quer saber mais sobre como evitar rupturas na loja? Acesse o Flix do Varejo e tenha acesso a conteúdos focados no pequeno e médio varejista.

Conteúdo Relacionado

bottles of champagne
Varejo Alimentar

Espumantes ganham a preferência do consumidor e devem estar no radar do varejo

30.agosto

O consumo de espumantes está em ascensão no Brasil. Tanto que, no último ano, o volume de vendas da bebida superou o de vinhos. Logo, o varejo deve estar atento para aproveitar as oportunidades oferecidas pelo segmento. Conforme pesquisa da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), 40,4 milhões de garrafas de espumantes foram comercializadas no país […]

higiene-pessoal
Varejo Alimentar

Varejo tem no setor de higiene pessoal um aliado para alavancar as vendas

21.julho

As vendas de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos estão cada vez mais aquecidas. Conforme a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o setor cresceu 6,5% apenas no primeiro trimestre de 2022 e mostra fôlego para fazer a diferença no caixa do varejo até o fim do ano. A […]

inverno-cha
Varejo Alimentar

Inverno movimenta vendas em supermercados e farmácias

14.junho

A chegada da estação mais fria do ano é também sinônimo de oportunidades para o varejo nacional. Além do setor de vestuário, que deve movimentar quase R$ 14 bilhões nesta temporada, os supermercados e farmácias também devem se beneficiar da economia de inverno. Com início em 21 de junho e término em 22 de setembro, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *