Uma pesquisa feita com executivas do setor varejista mostrou que mais de 60% delas não estão satisfeitas com a relação entre mulheres e homens no mercado. O dado é da pesquisa feita pelo Grupo Mulheres do Varejo (MdV) por meio das porta-vozes Fátima Merlin e Vanessa Sandrini.

O levantamento foi divulgado no mês passado durante a primeira edição do Encontro Nacional de Mulheres do Varejo. Entre os principais descontentamentos com a profissão estão o autoritarismo, machismo, preconceito e discriminação.

Ao todo, 62% das entrevistadas alegaram a insatisfação e 80% disseram que o nível de esforço para alcançar cargos de direção é muito alto, embora 29% afirmar ter a percepção de complementariedade e um trabalho de forma colaborativa.

O estudo elaborado junto a quase 90 executivas do varejo, com faixa etária entre 26 e 61 anos, abrangeu profissionais em cargos de diretoria, CEO, gerência, especialista, sócia-proprietária, entre outros.

O Grupo

O MdV foi criado com o objetivo de estimular a participação feminina no varejo, bem como atuar na construção de uma economia mais colaborativa.

Inicialmente voltado para ser um grupo de discussão no WhatsApp, em dois meses o núcleo já reunia cerca de 200 mulheres brasileiras em posições de liderança. O grupo no aplicativo de mensagens ganhou mais 300 mulheres e também foi criada uma página no Facebook que hoje já conta com mais de seis mil seguidores.

“Foram tantas vozes pedindo espaço para falar pela mesma causa que a responsabilidade aumentou. Isso demonstra que as mulheres querem e ainda precisam lutar pelo seu espaço”, disse Fátima Merlin.

Conteúdo Relacionado

News

Como alavancar o consumo de produtos de giro rápido em sua loja?

09.abril

Ainda que o cenário não tenha sido dos mais favoráveis em 2018, os setores supermercadista, farma e atacarejo se destacaram no período.

News

A maioria da população consumidora não se prepara para aposentar, saiba o porquê.

05.abril

O orçamento enxuto é o principal motivo que leva grande parcela da população brasileira a não se aposentar. A pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do SPC Brasil, em parceria com o Banco Central, mostra que cerca de 60% dos consumidores não estão preparados para a aposentadoria.

News

Você conhece seu público? 96% dos responsáveis pelas compras são mulheres

03.abril

No mês dedicado à mulher, a Nielsen divulgou informações sobre o panorama da mulher brasileira no mercado varejista e comprovou que elas são maioria nas lojas. Com base na pesquisa “Estilos de Vida 2018”, 96% dos responsáveis pelas compras são mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *