A chegada da estação mais fria do ano é também sinônimo de oportunidades para o varejo nacional. Além do setor de vestuário, que deve movimentar quase R$ 14 bilhões nesta temporada, os supermercados e farmácias também devem se beneficiar da economia de inverno.

Com início em 21 de junho e término em 22 de setembro, o inverno 2022 terá a passagem de até três massas de ar frio. É o que estima o Climatempo.

Sendo assim, o instituto de meteorologia prevê maior intensidade das baixas temperaturas. Não são descartadas, inclusive, novas ocorrências de neve entre a segunda quinzena de junho e julho.

Se o tempo esfria, o consumidor esquenta as vendas de produtos que o ajudem a vivenciar melhor o período. Por isso, destacamos a seguir algumas tendências para otimizar as vendas em farmácias e supermercados.

Farmácias: busca por cuidados no inverno

No setor farmacêutico, esse é o momento de evidenciar itens envolvidos na prevenção e combate a doenças típicas de inverno, como resfriado, gripe e sinusite. Mas o varejista também pode investir em campanhas de estímulo ao conforto e bem estar.

Nesse movimento, entram nebulizadores e umidificadores, vitaminas, hidratantes, óleos para o corpo e até perfumaria. São diversos produtos que incentivam o cliente a ampliar a cesta de compras e fortalecem a relação com o PDV.

Nas redes sociais, alie a divulgação de ofertas a dicas para os clientes. Há várias possibilidades. Por exemplo: a forma de se fazer limpeza e conservação de equipamentos que melhoram a qualidade do ar.

Tanto nas redes sociais quanto na loja física, a farmácia pode oferecer orientações passadas por especialistas sobre cuidados com a saúde, como a prática de exercícios físicos, estratégias para se aquecer ou alimentação de qualidade.

Varejo alimentar: experiências aconchegantes

Já para os supermercadistas, o mix mais forte envolve o segmento de alimentos e bebidas e tudo o que contribui para o seu consumo. Portanto, como já sugerimos aqui no Portal Vitrine, vale investir em espaços temáticos, como o cantinho eletro, chocolates, eletroportáteis e utensílios de cozinha.

Entre as ações possíveis no PDV, uma rede supermercadista do Paraná colocou um sommelier em suas lojas. Nessa estratégia está o auxílio ao cliente para alavancar as vendas de vinho, um dos itens capazes de elevar o ticket médio. Mas o mesmo pode ser feito com outras bebidas, como cervejas especiais, cafés e destilados.

Não deixe de criar ilhas de ofertas por área do PDV com sugestões de kits. Além disso, a ala de degustação também não deve faltar. No inverno, carnes, pães, sopas e massas são excelentes pedidas para reforçar experiências aconchegantes e sugerir cardápios.

Kits de feijoada podem ser acompanhados por uma receita exposta na gôndola. Aposte em orientações e dicas do tipo para enriquecer o contato do cliente com o estabelecimento pela internet e no presencial.

Aproveite e faça uma visita à página do Martins.com.br para abastecer seu estoque. E não se esqueça de baixar o e-book gratuito da Universidade Martins do Varejo (UMV) com mais dicas e informações para você vender bem durante a estação fria.

Gostou desse conteúdo? Então não deixe de acessar o blog FalaMart, que também destaca sugestões sobre as vendas de inverno nos supermercados e como preparar farmácias para o inverno. Além disso, assine a nossa newsletter para receber conteúdos como este gratuitamente e em primeira mão!

Leia também:

Datas comemorativas de junho: confira as sugestões e impulsione as vendas
Investimento no layout do PDV pode aumentar vendas em 30%

Conteúdo Relacionado

Color palette
Varejo Alimentar

Mercado de esmaltes cresce quase 9% no primeiro quadrimestre

03.agosto

Fazer as unhas está entre as atividades rotineiras de milhões de brasileiras. Apesar do mercado de esmaltes também ter sido afetado com a crise gerada pela Covid-19, esse ano já dá sinais de recuperação. No primeiro quadrimestre deste ano, o setor de esmaltes cresceu 8,7% em relação ao mesmo período de 2020. Os números positivos […]

higiene-pessoal
Varejo Alimentar

Varejo tem no setor de higiene pessoal um aliado para alavancar as vendas

21.julho

As vendas de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos estão cada vez mais aquecidas. Conforme a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o setor cresceu 6,5% apenas no primeiro trimestre de 2022 e mostra fôlego para fazer a diferença no caixa do varejo até o fim do ano. A […]

minimercados
Varejo Alimentar

Setor de minimercados já passa de 400 mil estabelecimentos no país

20.abril

Segundo maior do país em número de pequenos negócios, o setor de minimercados segue avançando. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a abertura de empreendimentos enquadrados nesta categoria (que engloba mercearias e armazéns), chegou a 415 mil no final de 2021. No comparativo com 2020, o aumento […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *