Nos últimos anos, os supermercados têm expandido sua função entre os consumidores. Hoje, são verdadeiros ambientes de conveniência, onde o cliente pode encontrar um pouco de quase tudo. Portanto, não é de se surpreender que estejam ganhando público no segmento de food service.

Se até bem pouco tempo atrás, a alimentação fora de casa era comum em bares, restaurantes, food trucks e padarias, agora estamos na era do food service no supermercado. Quem já acumula experiência de décadas sabe o quanto esse tipo de negócio é promissor. Afinal, a estratégia funciona porque facilita a vida dos consumidores.

Food servisse facilitando a vida do consumidor

Nos supermercados da rede paranaense Festival, os clientes contam com bufê para almoço e cafeteria há cerca de dez anos. Conforme levantamento do S.A. Varejo, 5% dos clientes das unidades consomem nas áreas de food service.

A estimativa se repete na rede carioca Zona Sul, que adota food service no supermercado há 20 anos. Atualmente, 5% dos consumidores diários frequentam o setor, que oferece massas, saladas, carne grelhada e comida japonesa.

Na rede paulistana TriMais, os consumidores têm opções de bufê e à la carte, além de lanches e porções. Cenários semelhantes podem ser conferidos no Carrefour e nas redes mineiras Supermaxi e Smart (essa do Sistema Martins), que também adotam modelos de food service no supermercado.

O que as redes varejistas ensinam

A Rede Smart, inclusive, possui uma página com dicas de receitas em seu portal oficial. Batizada de “Receitas dos Chefe”, ela apresenta conteúdos como guia de drinks para a Copa do Mundo, lista de compras e até ensina a fazer ovos mexidos.

A iniciativa vai de encontro com uma tendência que já é sucesso entre consumidores de lojas físicas de países europeus. De acordo com a analista de alimentos e nutrição da Euromonitor, Caroline Kurzwell o food service no supermercado europeu inclui sugestão de receitas nas gôndolas, com a oferta de itens nas medidas certas.

“Reduz de 30 minutos para apenas cinco minutos a ida às compras”, afirma a analista em reportagem publicada no site Sua Franquia.

O food service no supermercado ainda impulsiona outro tipo de negócio no varejo alimentar supermercadista: o e-commerce. De acordo com a Forbes, de 20% a 30% do comércio em supermercados se voltou para o online no auge da pandemia de Covid-19 e isso se reflete na oferta de refeições no pós-pandemia.

Portanto, as empresas que conseguirem digitalizar o food service tendem a conquistar ainda mais clientes. Outra forte tendência é a personalização apontada pelo Euromonitor, com o fornecimento de itens cada vez menos industrializados, mais naturais e vegetarianos.

Gostou do conteúdo? Assine também a nossa newsletter para receber conteúdos como este gratuitamente e em primeira mão!

Leia também:

Black Friday 2022 pode bater recorde histórico em vendas, diz CNC
Programa de Desenvolvimento Smart é reestruturado e ganha formato híbrido

Conteúdo Relacionado

indulgentes
Varejo Alimentar

Mercado de indulgentes cresce no varejo com versões mais saudáveis e reduzidas

22.novembro

O mercado de indulgentes está em alta. De acordo com pesquisa realizada neste ano pela multinacional de alimentos Archer Daniels Midland Company (ADM), 56% dos consumidores latino-americanos acreditam que apreciar guloseimas faz parte de uma dieta saudável. O estudo também mostra que, se esse produto trouxer algum benefício para a saúde, seu poder de atração […]

calendario varejo 2022
Varejo Alimentar

Calendário Varejo 2022: como se preparar para cada data sazonal

12.janeiro

Trabalhar as datas comemorativas para incrementar e alavancar as vendas da sua loja não é novidade para você. Assim como se planejar para executar as ações do ano todo. Para te apoiar nessa caminhada, está no ar o Calendário Varejo 2022, exclusivo para cada segmento e com informações detalhadas das principais sazões. O calendário, que […]

comportamento-de-compra
Varejo Alimentar

Comportamento de compra: consumidores pesquisam pela internet antes de ida ao supermercado

13.dezembro

Um novo estudo sobre o comportamento de compra de clientes de supermercado reforça o quanto estar online é importante. Conforme os dados, 73% dos brasileiros pesquisam pela internet antes de irem às compras no setor. Além disso, 16% afirmam comprar semanalmente por meio do celular. As informações fazem parte da pesquisa Jornada de Compra do […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *