Fazer parceria com sites de ofertas e cupons de descontos como Groupon ou Peixe Urbano pode ser um atrativo interessante. O objetivo é alavancar as vendas dos produtos e serviços oferecidos no varejo.

Uma pesquisa realizada pela SPC Brasil e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revelou que 28,2% dos consumidores que estão na internet utilizam sites e aplicativos de ofertas e descontos para realizar compras.

Os produtos e serviços mais adquiridos por esses compradores são entradas para shows, teatros, cinemas, boates e casas noturnas (42,8%). Pratos/refeições em restaurantes, bares, pizzarias e rodízios (38,8%). Já comida delivery (25,7%). Também há preferência daqueles que utilizam esses canais para comprar produtos de informática (18%) e cosméticos (13%).

Em média, o valor das compras é de R$ 155,14, mas pode chegar a R$ 178,29, se considerado o público masculino, e a R$ 195,64 entre os consumidores das classes A e B.

O estudo ainda mostrou que 89,4% dos consumidores estão satisfeitos com os produtos e serviços adquiridos em sites exclusivos de ofertas e descontos. Cerca de 43% dos entrevistados usufruíram de todos os cupons ou descontos promocionais adquiridos, enquanto 39,4% não usufruíram todos e 17,6% não usufruíram de nenhum deles.

No grupo de pessoas que responderam que não utilizaram os produtos ou serviços comprados por meio dos mecanismos online, as principais justificativas são de perda do prazo e cupom expirado (35,5%) e por não ler com atenção o regulamento e as datas pré-definidas (23,1%).

A proposta dos sites de compras coletivas se baseia na oferta de produtos e serviços com descontos promocionais, proporcionando ao vendedor um número maior de negociações em um curto período de tempo. O modelo leva em conta a propaganda nas redes sociais e privilegia o e-commerce local, ou seja, se vale da localização do consumidor para enviar ofertas específicas, a partir da análise de uma série de filtros de interesse e afinidades do consumidor.

Conteúdo Relacionado

TEI

Celular está presente em 93,2% dos domicílios brasileiros

29.janeiro

Há tempos o telefone celular vem galgando o espaço de principal equipamento para comunicação e acesso à internet. A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua sobre Tecnologia da Comunicação e da Informação (PNAD TIC), divulgada pelo IBGE na semana passada, revelou que em 2017 o aparelho estava presente na maioria das residências brasileiras.

TEI

Internet está presente em 74,9% dos domicílios brasileiros

18.janeiro

Além da situação de smart TVs no Brasil e o uso do celular para uso pessoal, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) com o tema Tecnologia da Comunicação e Informação (TIC) mostrou a real situação dos brasileiros com o acesso à internet em 2017.

TEI

Janeiro marca temporada de liquidações no varejo brasileiro

11.janeiro

Depois do período de festas de fim de ano é preciso pensar em uma nova etapa importante para o varejo: as liquidações. No Brasil, o mês de janeiro já se tornou característico. Para os lojistas, é a melhor hora para promover a queima de estoque de produtos com baixa procura. Além disso, renovar o mix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *