Fazer parceria com sites de ofertas e cupons de descontos como Groupon ou Peixe Urbano pode ser um atrativo interessante. O objetivo é alavancar as vendas dos produtos e serviços oferecidos no varejo.

Uma pesquisa realizada pela SPC Brasil e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revelou que 28,2% dos consumidores que estão na internet utilizam sites e aplicativos de ofertas e descontos para realizar compras.

Os produtos e serviços mais adquiridos por esses compradores são entradas para shows, teatros, cinemas, boates e casas noturnas (42,8%). Pratos/refeições em restaurantes, bares, pizzarias e rodízios (38,8%). Já comida delivery (25,7%). Também há preferência daqueles que utilizam esses canais para comprar produtos de informática (18%) e cosméticos (13%).

Em média, o valor das compras é de R$ 155,14, mas pode chegar a R$ 178,29, se considerado o público masculino, e a R$ 195,64 entre os consumidores das classes A e B.

O estudo ainda mostrou que 89,4% dos consumidores estão satisfeitos com os produtos e serviços adquiridos em sites exclusivos de ofertas e descontos. Cerca de 43% dos entrevistados usufruíram de todos os cupons ou descontos promocionais adquiridos, enquanto 39,4% não usufruíram todos e 17,6% não usufruíram de nenhum deles.

No grupo de pessoas que responderam que não utilizaram os produtos ou serviços comprados por meio dos mecanismos online, as principais justificativas são de perda do prazo e cupom expirado (35,5%) e por não ler com atenção o regulamento e as datas pré-definidas (23,1%).

A proposta dos sites de compras coletivas se baseia na oferta de produtos e serviços com descontos promocionais, proporcionando ao vendedor um número maior de negociações em um curto período de tempo. O modelo leva em conta a propaganda nas redes sociais e privilegia o e-commerce local, ou seja, se vale da localização do consumidor para enviar ofertas específicas, a partir da análise de uma série de filtros de interesse e afinidades do consumidor.

Conteúdo Relacionado

TEI

Transformação Digital como prioridade nas empresas varejistas

30.maio

  Os investimentos em transformação digital vêm ganhando um novo panorama no Brasil e deixam de ser apenas úteis para solução de problemas pontuais da empresa, mas passam a ser fundamentais para o bom desempenho em todos os processos da loja. Uma pesquisa desenvolvida pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) comprovou que os […]

TEI

Atenção! Varejo de PCs pode enfrentar dificuldades em 2019, prepare-se

20.maio

  As previsões para o mercado de computadores não são favoráveis com base no primeiro trimestre de 2019. De acordo com a IDC Brasil, é provável que o desempenho ruim resulte em uma retração de 7,5% com a venda de pouco mais de 1,2 milhão de unidades no período. O analista de pesquisa da IDC, […]

TEI

Novidades do mercado de eletrônicos: smartphones com tela dobrável

08.abril

As inovações em dispositivos móveis não param e ano a ano mostram ao mercado o que há de mais tecnológico no segmento. Neste ano, a grande aposta são os celulares de tela dobrável que já estão atraindo olhares dos consumidores e do varejo de telecom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *