O período de pandemia pelo qual o mundo passa alterou a rotina do comércio e de consumo da população. No Brasil, parte dos estabelecimentos funciona de forma parcial e são priorizados aqueles produtos e serviços tidos como “essenciais” para a sobrevivência humana.

Neste novo cenário, algumas categorias vêm se destacando e passaram a ser priorizadas no carrinho de compras do consumidor, seja ele virtual ou físico. O Portal Vitrine do Varejo fez uma pesquisa e levantou quais itens têm tido grande procura nesta época de enfretamento à Covid-19. Entre eles se destacam os produtos de higiene e cuidados pessoais, farmácia, alimentação, além dos serviços de streaming.

Um estudo realizado pela consultoria de mercado Euromonitor aferiu que algumas categorias cresceram 200% nas primeiras semanas de quarentena. O varejo alimentar é um deles e pode ser comprovado pelo posicionamento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) sobre o período.

O mês de março foi considerado atípico pela entidade que aponta que, diante às medidas de isolamento, muitas pessoas recorreram aos supermercados visando compras de abastecimento.

“Recebemos um número de clientes acima da média de 14 a 21 de março. A maioria com o objetivo de estocar comidas para ficar mais tempo em casa. Isso deverá refletir nos resultados do mês”, pontuou o presidente da Abras, João Sanzovo Neto.

Setor farma e higiene

A pesquisa da Euromotor também analisou o setor farma e de produtos naturais, destacando procura maior de produtos que auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico como vitamina C, multivitaminas e própolis.
Já os itens de higiene como sabonetes, principalmente os antibactericidas, e itens de limpeza em geral também merecem destaque.

O papel higiênico, que chegou a faltar nas prateleiras nas primeiras semanas de quarentena, pode chegar ao final do ano com vendas normalizadas, uma vez que as vendas tendem a cair após a euforia das primeiras semanas.

Mercado online

A empresa Konduto fez uma pesquisa que demonstrou quais os segmentos do e-commerce brasileiro que mais tiveram crescimento de vendas entre 15 e 24 de março devido ao impacto da pandemia do novo coronavírus.

Os seis setores que mais se destacaram foram brinquedos (com um crescimento de 643,05%), itens de supermercado (448,09%), artigos esportivos (187,90%), farmácia (74,70%), games online (58,46%) e aplicativos de entrega (55,66%).

“O crescimento de segmentos que vendem produtos básicos online, como farmácias e supermercados, já era esperado diante das medidas de quarentena e isolamento”, disse o CEO e cofundador da Konduto, Tom Canabarro.

Streaming na pandemia

Com a população em casa devido à pandemia, os serviços de streaming também passaram a ter maior procura e serem grandes aliados no tempo ocioso.

O setor aponta que alguns serviços tiveram um aumento de 25% a 30% no tráfego de dados desde o início da quarentena. A própria Netflix, que teve alta nas ações de mais de 40% no período em razão da alta demanda, chegou a anunciar a redução da qualidade de transmissão de vídeo. A mesma medida foi anunciada pela Globoplay no Brasil, com o intuito de não sobrecarregar a rede e conseguir atender à alta demanda.

E por falar em serviço de streaming, você já conhece o Flix do Varejo? Criada pela Universidade Martins do Varejo (UMV), a plataforma streaming é a primeira do Brasil voltada para o setor varejista que oferece conteúdos de multimídia para auxiliar você no desenvolvimento do setor, no crescimento do seu negócio. Inclusive, nesse momento de “coronacrise”, nossos especialistas trazem soluções eficientes para minimizar os impactos. Acesse agora mesmo e conheça o flixdovarejo.com.br.

Leia também:

Fique atento às medidas tributárias durante a pandemia
Sebrae e a crise da Covid-19 nos pequenos negócios

Conteúdo Relacionado

Serviço de entrega
News

Competitividade: esteja pronto após a crise

06.abril

O momento é de cautela, mas também de repensar nos negócios. Ainda que estejamos diante de um futuro incerto por conta da pandemia do novo coronavírus, o varejo brasileiro já pode se preparar para uma mudança de rotinas no setor pós-crise. O que se espera do mercado é que a competitividade vai ser um ponto alto […]

Marketplace martins capa
News

Marketplace Martins é solução para o varejo nesta crise

27.março

Marketplace, já ouviu falar sobre isso? Calma, antes de entrarmos de fato neste tema, vamos refletir. Quem diria que um dia poderíamos comprar tudo em um único local, sem sair de casa e com poucos cliques? Quem diria que em uma espécie de shopping virtual pudéssemos ter acesso a milhares de marcas do nosso interesse […]

Retail marketing channels E-commerce Shopping automation concept on blurred supermarket background
News

Omnichannel consolidado em tempos de pandemia

02.setembro

A integração entre varejo físico e online já era uma realidade para grande parcela das empresas varejistas no Brasil. Com exceção dos pequenos negócios, que ainda enfrentavam maior resistência para compreender o alcance da modalidade omnichannel. Ocorre que com a necessidade de isolamento social, imposta em razão da pandemia da Covid-19, o lojista se viu […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *