O percentual de pessoas que pretendem celebrar o Dia das Mães 2022 cresceu em relação a 2021. Conforme relatório da consultoria Behup, 71% dos consumidores afirmaram que vão comemorar a data, que será em 8 de maio. No ano passado, o interesse se concentrou em 65% das respostas. As lojas físicas lideram a preferência de compra, com 70% das intenções.

A pesquisa foi encomendada pelo grupo Globo. Para a apuração, foram ouvidas 800 pessoas. Além disso, houve cruzamento de dados com outras fontes de pesquisa, como Kantar Ibope Media, Serasa Experience e Neotrust.

Dia das Mães 2022 de reencontros

Considerado o segundo Natal do varejo nacional, o Dia das Mães 2022 gera grandes expectativas de negócios. Conforme a pesquisa Behup, nove em cada dez consumidores afirmam que será uma data importante. “Gratidão” é a palavra-chave para 86% desse público.

Após dois anos de grandes restrições, devido à pandemia de Covid-19, o Dia das Mães 2022 é visto como uma oportunidade de reencontro com mais segurança. Afinal, o avanço da vacinação e o melhor conhecimento sobre o comportamento do vírus vem trazendo um pouco de respiro à população, embora ainda haja incertezas sobre o futuro.

No clima de otimismo, as celebrações em família aparecem como o destaque do período. A fatia de pessoas que planejam fazer uma refeição especial em casa para a mãe passou de 21% em 2021 para 37% neste ano.

Os planos de encontros presenciais com as mães aumentaram de 20% para 32%. Já a ida a restaurante passou de 3% para 12% das intenções.

Em contrapartida, atividades e reuniões à distância, que se popularizaram nos dois anos anteriores, apresentam tendência de queda ou estagnação. Assim como em 2021, 9% disseram que farão compras online com a mãe neste ano. Conversas por telefone e encontro virtual cairão, respectivamente, de 14% para 8% e de 7% para 5%.

Lojas de bairro em destaque

Para 70% dos entrevistados, a compra de presentes neste ano será presencial. Desses, 40% afirmaram que a preferência será das lojas físicas locais ou de bairro. Outros 30% pretendem comprar em lojas de grandes marcas.

Já entre os que preferem as compras online, o destaque está nas lojas que podem ser encontradas em marketplaces. Conforme a Behup, 22% dos consumidores manifestaram esse interesse em 2021. Já em 2022, a opção foi apontada por 29% dos ouvidos. A busca por lojas online de uma única marca se manteve em 14% e o delivery continuou em 7%.

A facilidade de compra oferecida pelo marketplace ao reunir diversas lojas em uma única plataforma tem conquistado cada vez mais os shoppers. O Martins.com.br é um exemplo de marketplace e, clicando aqui, você pode saber mais sobre esse recurso.

Nas compras de produtos para uma refeição em casa, a preferência pelo PDV físico se repete: 48% dizem que irão presencialmente a supermercados e 16% optarão pela versão virtual. Os mercados de bairro são a preferência de 32%, enquanto clientes desse pequeno varejo gostariam de comprar online.

Perfil de consumo

Com base nos dados levantados na pesquisa, os consumidores não pensam em presentear apenas as mães. Além dos 73% que darão presentes para as mães, 19% também farão compras para a esposa, 17% para a sogra e 11% para avó.

Tias são focos de 7% dos presentes e filhas ou enteadas representam 6%. Amigas e madrinhas serão lembradas por, respectivamente, 5% e 4% dos shoppers. Ainda 65% das mães pretendem presentear alguém.

No ranking de presentes adquiridos em lojas físicas para o Dia das Mães 2022, roupas estão no topo da lista, com 26% das escolhas. Na sequência, estão perfumes (24%), flores (15%), chocolates e doces (15%), calçados (14%) e acessórios (13%).

A Behup também mostra que 53% dos consumidores compram o presente de Dia das Mães 2022 até uma semana antes da data. Para 27%, as compras são feitas nos 15 dias que antecedem a celebração e 15% compram com um mês de antecedência. Apenas 3% contaram que já estavam com o presente comprado em março.

Entre os que compram na semana da comemoração, 11% deixam para escolher o presente na véspera e 10% no dia. Além disso, neste ano, 54% dos entrevistaram informaram que pretendem manter o valor investido no presente de Dias das Mães em 2021, quando o ticket médio ficou em R$ 477. Apenas 18%, estimam reduzir os gastos para a data.

Gostou desse conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdos como este gratuitamente e em primeira mão!

Leia também:

Dia do Boi oferece oportunidades ao varejo agroveterinário
Datas comemorativas ajudam a alavancar vendas no varejo

Conteúdo Relacionado

dia-dos-namorados-2022
News

Dia dos Namorados 2022: consumidores pretendem antecipar a compra de presentes

12.maio

A um mês do Dia dos Namorados, o varejo nacional está no período inicial para a conquista de clientes. De acordo com pesquisa da plataforma MindMiners, encomendada pelo Grupo Globo, 59% dos consumidores pretendem antecipar a compra de presentes para o Dia dos Namorados 2022. Isso deve acontecer entre 15 e 30 dias antes de […]

datas-comemorativas
Varejo Alimentar

Datas comemorativas ajudam a alavancar vendas no varejo

11.abril

Estar por dentro das datas comemorativas é uma importante estratégia para alavancar as vendas. Por meio delas, varejistas encontram uma referência de planejamento para desenvolver campanhas. Nesse desafio, a Universidade Martins do Varejo (UMV) e o Martins.com.br disponibilizam o Calendário do Varejo 2022 para cinco segmentos. De acordo com o especialista em gestão de varejo […]

vendas-na-pascoa
Varejo Alimentar

Vendas na Páscoa devem movimentar mais de R$ 2 bilhões no varejo

31.março

As vendas na Páscoa deste ano no comércio varejista devem ser de R$ 2,16 bilhões em produtos para a data. A estimativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Conforme a entidade, o volume comercializado deve ficar 1,9% acima do registrado em 2021. No entanto, o valor alcançado ainda ficaria […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *