O segmento de farmácias e drogarias vem em uma exponencial crescente nos últimos anos e se destacando na economia brasileira. O setor passou a inovar mais e oferecer inúmeros serviços, muito além dos medicamentos e itens para tratamento de saúde. O foco das vendas passou a ser dividido entre a prevenção e o mix de cuidados pessoais.
No final do ano passado, o portal Vitrine do Varejo chegou a divulgar uma análise da Nielsen que mostrava que os gastos com itens de higiene e beleza voltaram a ser priorizados na cesta de compras dos brasileiros.

Dentro desse cenário, o varejo farma também passou a ser privilegiado.

 

Consumidores mantêm gastos no canal farma

 

Em novo estudo desenvolvido pela Boston Consulting Group (BCG), sobre o perfil de consumo em 2019 pós-crise, os consumidores revelaram a predominância dos itens de cuidado pessoal no top 10 com maior intenção de trade-up. As mudanças no valor gasto em diferenciados canais do varejo entre 2018 e agora também foram aferidas. Nesse sentido, o consumidor brasileiro indicou as farmácias/drogarias como o canal que mais cresceu e manteve os gastos para este ano.
Mais da metade dos clientes (52%) disse que manteve os gastos no canal e 28% compraram mais neste ano. O percentual dos que gastaram menos em farmácias foi de 20%. Em seguida, os minimercados apareceram com 48% dos entrevistados que mantiveram os gastos e 30% que compraram mais.
Nas últimas colocações apareceram o varejo alimentar – atacarejos, supermercado, hipermercado – e lojas de shopping. O aumento no valor gasto, por canal, foi observado com base nos locais que oferecem mais praticidade e descontos ao shopper. O estudo ainda destacou que há uma expectativa de aumento dos gastos nos atacarejos até o final do ano, mas em ritmo menor ao assistido em anos anteriores.

Conteúdo Relacionado

e-commerce
Farma

E-commerce: consumidores de produtos farma preferem comprar direto na loja

17.julho

  Enquanto alguns segmentos do varejo consomem uma boa fatia no e-commerce, as farmácias vão na contramão desse movimento. Um estudo realizado pelo Instituto Febrafar de Pesquisa e Educação Corporativa (IFEPEC) mostra que poucas pessoas utilizam esse canal para efetuar as compras de medicamentos e outros itens farmacêuticos. Os resultados da mais recente Pesquisa de […]

medida farmacêutica
Farma

Medida farmacêutica : Farmácias só podem fazer ações “comprou, ganhou” com essa medida federal

15.maio

A medida: Os lojistas do setor farmacêutico devem se atentar para uma medida farmacêutica federal que está em vigor desde setembro do ano passado. Em nota informativa publicada pela Secretaria de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loteria (SEFEL) – antes ligada ao Ministério da Fazenda e agora ao de Economia – farmácias e drogarias que realizam […]

Farma

Genéricos no rumo do protagonismo do varejo farmacêutico brasileiro

07.março

A inserção dos medicamentes genéricos no mercado brasileiro se deu há 18 anos depois que a legislação federal passou a regulamentá-los no Brasil. De lá para cá, os itens começaram a ganhar tanto espaço no varejo farmacêutico que hoje representam mais da metade das vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *