As compras online se mantiveram até bem pouco tempo como um espaço quase que exclusivo dos considerados mais jovens. Contudo, recentes pesquisas apontam para a ascensão do consumidor 50+ (acima dos 50 anos) em plataformas de e-commerce.

Em parte, o movimento é visto como resposta à pandemia de Covid-19, que limitou o acesso às lojas físicas. Por outro lado, o avanço das ferramentas digitais tem ganhado a confiança desse público.

Conforme estudo encomendado pela Folha de S. Paulo à consultoria NielsenIQ|ebit, o consumidor 50+ foi responsável por 33,9% dos pedidos online feitos em 2021. Mais abrangente, outra pesquisa, feita pela empresa de marketing Hype 50+, aponta que dois terços dos latinos nessa faixa etária compraram pela internet no último ano.

Foi a primeira vez que o consumidor 50+ ultrapassou as demais faixas etárias no e-commerce. Em 2013, por exemplo, esse público ocupava a terceira posição no ranking de perfis de compras virtuais.

Consumidor 50+: o que mudou?

Para o diretor de e-commerce da Nielsen, Marcelo Osanai, o consumidor 50+ está mais aberto às novas tecnologias. “E os sites também estão mais intuitivos, o que facilita a navegação”, disse em entrevista à Folha.

Conforme a pesquisa da consultoria, o webshopper 50+ concentrou suas compras em três setores no ano passado: 51% investiram em construção e ferramentas, 43% adquiriram produtos e serviços em saúde e 42% gastaram com eletrodomésticos- setor que teve maior peso no faturamento de 2021 para o e-commerce.

Já a análise da Hype 50+ destaca que, no Brasil, 95% dessa geração tem smartphone. Além disso, 31% costumam conhecer marcas pelas redes sociais. Para 65%, o acesso à internet é diário.

A chave do sucesso

Batizado de “economia prateada”, o mercado que abrange a população mais velha já movimenta, por ano, R$ 1,6 trilhão no país. O dado foi passado pelo Sebrae à Isto É Dinheiro no final de 2021.

Ouvido pelo canal Dinheiro em Dia, hospedado pelo Portal Terra, o CEO da fintech PagBrasil, Ralf Germer, ressalta que o caminho para conquistar o consumidor 50+ passa por oferecer soluções de pagamento seguras.

“Para fidelizar esse cliente, é fundamental oferecer um checkout transparente, que transmita segurança e que facilite a conclusão da compra com métodos variados e alternativos”, diz.

De acordo com Germer, quatro modalidades ganham relevância nesse cenário: pagamento recorrente, boleto, PIX e link de pagamento. No pagamento recorrente, enquadram-se os clubes de assinatura, que voltaram a se popularizar nos últimos anos.

Gostou desse conteúdo? Não se esqueça de assinar a nossa newsletter para receber conteúdos como este gratuitamente e em primeira mão!

Leia também:

UMV se fortalece como plataforma de múltiplas soluções e tecnologia para o varejo
Canais digitais: pesquisa mostra importância da integração entre físico e online

 

Conteúdo Relacionado

decisao-de-compras-do-consumidor
News

Seis fatores que influenciam a decisão de compras do consumidor na internet

04.agosto

Que a jornada de compra do consumidor no e-commerce se difere da experiência em lojas físicas todo mundo já sabe. Mas como podemos chamar ainda mais a atenção desse cliente pelo e-commerce? O que influencia a decisão de compras do consumidor na internet? A plataforma de pesquisa Google, por meio do projeto Think with Google, […]

comportamento-de-compra
Varejo Alimentar

Comportamento de compra: consumidores pesquisam pela internet antes de ida ao supermercado

13.dezembro

Um novo estudo sobre o comportamento de compra de clientes de supermercado reforça o quanto estar online é importante. Conforme os dados, 73% dos brasileiros pesquisam pela internet antes de irem às compras no setor. Além disso, 16% afirmam comprar semanalmente por meio do celular. As informações fazem parte da pesquisa Jornada de Compra do […]

notificacao
News

Notificações de aplicativos de lojas motivam as compras por impulso

11.outubro

Uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Sebrae, aponta que as notificações de ofertas de aplicativos de lojas são as que mais favorecem as compras por impulso. Na opinião de 58% dos entrevistados, esse é o meio que mais leva […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *