As vendas para o Dias dos Namorados, no último 12 de junho, deixaram o comércio ainda mais confiante para fechar um ano positivo.

Segundo levantamento do setor de Indicadores Econômicos da Boa Vista SCPC, as vendas subiram 2,2% em relação ao faturamento real de 2017.
Nas estimativas dos especialistas, o crescimento só não foi maior em virtude do momento que o país viveu entre final de maio e início de junho, com a paralisação dos caminhoneiros.
A SCPC apurou que, em 2017, as vendas reais do comércio para o Dia dos Namorados aumentaram 2,6% em relação a 2016. Registraram na época a primeira elevação depois de dois anos consecutivos do setor em queda para a data sazonal.

 

Vendas parceladas 

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) também aferiram a situação das vendas a prazo no varejo brasileiro. O segmento demonstrou alta de 1,63% se comparado ao Dia dos Namorados do ano passado.
Compra parcelada
Compra parcelada
Segundo o levantamento anterior à data, os presentes mais procurados para celebrar a data romântica seriam roupas (41%). Os perfumes ou cosméticos (34%), calçados (22%) e jantares (18%). O gasto médio com presentes seria de quase R$ 167.
Ainda que modesto, o aumento nas vendas parceladas sinaliza uma leve recuperação após quatro anos seguidos de resultados negativos. Segundo as informações divulgadas pela entidade, as variações foram de -9,61% (2017), -15,23% (2016), -7,82% (2015), -8,63% (2014).
O presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro, comentou que o percentual de 2018 reflete o fim da recessão e a melhora gradual da atividade no comércio. “O resultado é tímido e ainda não reverte as perdas que o comércio vem acumulando nos últimos anos. Porém, é um alento para as próximas datas comemorativas e consolida a percepção de que a pior fase da crise ficou para trás”, comentou.

 

Conteúdo Relacionado

News

5 Dicas para melhorar a gestão de categoria da sua loja

05.março

Fidelize clientes e reduza custos de operação. O gerenciamento de categorias deve constar entre as prioridades da loja para facilitar o processo de compra do cliente e impulsionar os lucros, transmitindo a mensagem de organização.

News

Consumidor não se importa de ter padrão de compras monitorado pelo varejo

27.fevereiro

A pesquisa anual Global Consumer Insights, realizada pela PwC no ano passado, trouxe os novos comportamentos do consumidor diante ao cenário de um varejo cada vez mais digitalizado.

News

4 dicas para planejar sua vitrine e atrair mais clientes

25.fevereiro

Nem sempre a decoração ou um planejamento mais assertivo da vitrine é prioridade para os lojistas.  Acontece que esse pensamento precisa ser mudado já que a vitrine é o cartão de visitas da loja e, em muitas situações, pode ser sinônimo de atração de novos clientes e aumento no faturamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *