Há tempos o telefone celular vem galgando o espaço de principal equipamento para comunicação e acesso à internet. A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua sobre Tecnologia da Comunicação e da Informação (PNAD TIC), divulgada pelo IBGE na semana passada, revelou que em 2017 o aparelho estava presente na maioria das residências brasileiras.

No mesmo ano, apenas 5,1% das casas não contavam com telefone. O percentual de domicílios com telefone fixo caiu de 33,6% para 31,5%. Já com o celular, subiu de 92,6% para 93,2%.

Em contrapartida, o percentual de domicílios com microcomputador diminuiu de 45,3% para 43,4%. Com tablet, de 15,1% para 13,7%. O comparativo foi feito com os anos de 2016 e 2017.

O celular também é o principal meio de acesso à internet para 97% dos usuários, ou seja, 122,5 milhões de consumidores. Em 2016, o percentual era de 94,6% considerando pessoas com 10 anos ou mais. Já o número de pessoas que utilizaram microcomputador para se conectar caiu de 63,7% para 56,6%. A queda também foi sentida nos tablets, caindo de 16,4% para 14,3%.

Ainda considerando o ano da pesquisa, 141,6 milhões (78,2%) de pessoas tinham smartphones. No ano anterior eram 138,3 milhões.

Troca de mensagens

Os aplicativos de mensagens podem ser tratados como o “boom” do momento para quem faz uso do celular. A PNAD TIC de 2017 também trouxe o dado de que 95,5% dos usuários entram na rede mundial de computadores para trocar mensagens. Quase um ponto percentual a mais que no ano passado, quando 94,2% dos usuários usavam o aparelho para isso.

A finalidade “conversar por chamada de voz ou vídeo” foi a que apresentou o maior aumento de 2016 (73,3%) para 2017 (83,8%). O percentual das pessoas que usaram a internet para “assistir a vídeos, inclusive programas, séries e filmes” passou de 76,4% para 81,8% nesse período.

Conteúdo Relacionado

TEI

Novidades do mercado de eletrônicos: smartphones com tela dobrável

08.abril

As inovações em dispositivos móveis não param e ano a ano mostram ao mercado o que há de mais tecnológico no segmento. Neste ano, a grande aposta são os celulares de tela dobrável que já estão atraindo olhares dos consumidores e do varejo de telecom.

TEI

Acompanhe tendências: rede 5G e TVs enormes de alta definição

28.março

Durante esse trimestre ocorreu a primeira feira de tecnologia mundial do ano, em Las Vegas, onde foram apresentadas as principais tendências tecnológicas para o mercado de eletroeletrônicos de 2019.

TEI

Mercado da Tecnologia da Informação e Comunicação deve crescer 4,9% neste ano

27.março

A IDC Brasil prevê uma alta de 4,9% no mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para 2019. Segundo o estudo apresentado, a venda de dispositivos como smartphones e Pcs vai fomentar 10,5% de crescimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *