O varejo nacional pode ganhar um reforço de caixa com o início dos pagamentos aos beneficiários do programa Auxílio Brasil. Substituto do Bolsa Família, o recurso do governo federal é destinado a famílias com baixa renda.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), o Auxílio Brasil vai injetar, no mínimo, R$ 28 bilhões no varejo em 2022. Ainda conforme a entidade, esse montante representa um impulso de 1% a 1,5% no faturamento anual do setor.

À Agência Brasil, o economista Fábio Bentes avaliou que o incremento do Auxílio Brasil pode ajudar dentro do cenário econômico pouco otimista. A expectativa é que a economia brasileira cresça apenas 0,3% neste ano.

“Ajuda no sentido de disponibilizar um pouco mais de recursos para consumo, o que acaba aliviando um pouco mais o ano difícil que o comércio vai ter pela frente”, disse.

Consumo imediato é a tendência

A pesquisa considera no cálculo o valor total de R$ 400 pagos a 17,5 milhões de pessoas até dezembro. Ao todo, estima-se que R$ 84 bilhões serão distribuídos e que, desse valor, 70% irão para consumo imediato.

Para a confederação, metade do Auxílio Brasil que o beneficiário vai usar será com consumo imediato irá para o varejo.

“Há necessidades de curtíssimo prazo, por conta da pandemia e da letargia da economia, e as famílias vão ter que fazer frente a esses gastos com alimentação, com medicamentos, serviços do dia a dia, transportes”, analisou Bentes.

Auxílio Brasil x Oportunidades

Mas, para capitalizar os recursos que chegam ao mercado, o lojista precisa trabalhar com estratégia. Segundo o responsável por Novos Negócios e Parcerias do Sistema Martins, Antônio Silveira, o caminho está em ter uma base forte de informações sobre o nicho de atuação.

“Dados são importantes para tomada de decisão mais assertiva, para melhorar a rentabilidade, produtividade e competitividade de uma loja”, explica.

“A margem de manobra de preços do varejista é muito pequena para aumentar preço, faturamento e rentabilidade. Então, ele precisa de mais eficiência operacional e os dados são o meio para isso. Dessa forma, é possível manter a empresa numa rota de crescimento”, disse ao Flix Entrevista.

O Sistema Martins, por exemplo, tem uma plataforma voltada justamente para inteligência de mercado, o iMais. Atualmente, mais de 1,5 mil varejistas acessam o serviço de informação qualificada em todo o país.

No FalaMart, também tem diversos materiais que são um aliado do varejo para alavancar as vendas. Lá você encontra tendências de mercado nos mais diversos segmentos, formas de pagamento em alta e dicas para as sazões.

Gostou desse conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdos como este gratuitamente e em primeira mão!

Leia também:

BBB 22 movimenta marketing de influência e cria oportunidades para o varejo
Pesquisa mostra que orgânicos oferecem oportunidades ao varejo
11/02/2022

 

Conteúdo Relacionado

Varejo Alimentar

Cuidados pessoais: principais tendências no consumo

30.outubro

A Euromonitor International, em pesquisa de mercado divulgada neste ano, mostrou que o Brasil é o quarto maior país no mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo, o que inclui no segmento cosméticos, perfumaria e produtos de higiene. Nós só perdemos para os Estados Unidos, China e Japão. O atual cenário vem impulsionando ainda […]

bread-4227279-1280
Varejo Alimentar

Pão industrializado ganha maior destaque na pandemia

22.outubro

O pão é alimento presente na vida da maioria dos brasileiros. Dificilmente vamos chegar em uma casa que não tenha aquele pãozinho de cada dia. Seja ele francês, artesanal ou industrializado, que acompanha o café da manhã ou da tarde nos lares brasileiros. No período pandêmico, em que os consumidores mudaram alguns hábitos alimentares, a […]

compras
Varejo Alimentar

Compras e vendas x desafios da gestão comercial do varejo

28.setembro

Entender o processo de compras é fundamental para qualquer tipo de negócio. Por meio de uma gestão de compras eficiente é possível ter um estoque organizado, sem deixar faltar ou até mesmo vencer produtos. Além disso, evitar que sejam feitas compras desnecessárias, com itens de pouca saída ou mesmo de algo que ainda consta no […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *