O que é essencial e deveria ser indispensável na mesa da família brasileira também figura entre os alimentos mais desperdiçados no país. Um projeto da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em parceria com os “Diálogos Setoriais União Europeia-Brasil” mostrou que o arroz, feijão e carnes são os itens que os brasileiros mais jogam fora.

O estudo, que também teve o apoio da Fundação Getúlio Vargas (FGV), foi feito com mais de 1,7 mil famílias de todas as classes e em todas as regiões brasileiras. De acordo com a pesquisa, entre os alimentos mais desperdiçados estão o arroz (22%), a carne bovina (20%), feijão (16%) e frango (15%).

“A família brasileira desperdiça, em quantidade relativamente grande, até mesmo alimentos mais caros e proteicos, tais como carne bovina e frango, um dado que nos surpreendeu”, comentou o professor de marketing da FGV, Carlos Eduardo Lourenço.

Causas

A busca pelo sabor e a preferência pela abundância dos consumidores são as principais causas de desperdício e, além disso, foi analisado que o não aproveitamento das sobras das refeições influência o descarte de arroz e feijão.

A grande compra mensal de alimentos acaba resultando no aumento do desperdício
A grande compra mensal de alimentos acaba resultando no aumento do desperdício

A pesquisa ainda mostrou que 61% das famílias entrevistadas alegaram fazer uma grande compra mensal de alimentos, o que acaba resultando na compra de produtos desnecessários. Consequentemente, no desperdício.

“Os europeus ficaram impressionados com a quantidade dos alimentos adquiridos pelos brasileiros. As compras informadas como semanais, alimentariam a família por cerca de um mês. Nas lojas de conveniência, onde normalmente se adquire poucos volumes, os carrinhos utilizados eram enormes e enchiam-se com facilidade”, comentou Lourenço.

Cerca 43% dos entrevistados informaram que “os conhecidos jogam comida fora regularmente”, mas quando questionados sobre o próprio comportamento em casa a questão não é tão problematizada.

O que fazer?

De acordo com analista da Embrapa, Gustavo Porpino, é preciso que o país atue em diferentes frentes da cadeia para evitar perdas e desperdícios de alimentos, seja por meio de ações de comunicação ou até mesmo educação nutricional dos consumidores, a fim de conscientizá-los sobre a importância da reutilização de alimentos ou do consumo de produtos apenas essenciais à alimentação familiar.

Também destacou que é essencial voltar os investimentos em tecnologias e capacitações técnicas para redução de perdas de alimentos no campo a partir de iniciativas como a Estratégia Nacional de Combate às Perdas e ao Desperdício de Alimentos, cujo projeto foi aprovado pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan). “Há uma forte premissa de que também é preciso atuar diretamente com o consumidor final”, finalizou.

Conteúdo Relacionado

bottles of champagne
Varejo Alimentar

Espumantes ganham a preferência do consumidor e devem estar no radar do varejo

30.agosto

O consumo de espumantes está em ascensão no Brasil. Tanto que, no último ano, o volume de vendas da bebida superou o de vinhos. Logo, o varejo deve estar atento para aproveitar as oportunidades oferecidas pelo segmento. Conforme pesquisa da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), 40,4 milhões de garrafas de espumantes foram comercializadas no país […]

higiene-pessoal
Varejo Alimentar

Varejo tem no setor de higiene pessoal um aliado para alavancar as vendas

21.julho

As vendas de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos estão cada vez mais aquecidas. Conforme a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o setor cresceu 6,5% apenas no primeiro trimestre de 2022 e mostra fôlego para fazer a diferença no caixa do varejo até o fim do ano. A […]

inverno-cha
Varejo Alimentar

Inverno movimenta vendas em supermercados e farmácias

14.junho

A chegada da estação mais fria do ano é também sinônimo de oportunidades para o varejo nacional. Além do setor de vestuário, que deve movimentar quase R$ 14 bilhões nesta temporada, os supermercados e farmácias também devem se beneficiar da economia de inverno. Com início em 21 de junho e término em 22 de setembro, […]

3 thoughts on “Arroz e carnes lideram lista de alimentos mais desperdiçados no Brasil

  1. Não é simplesmente escrever qualquer coisa e publicar na
    internet. Obrigado pela informação. Vou compartilhar o seu
    artigo no meu instagram.

  2. Não é simplesmente escrever qualquer coisa e publicar na
    internet. Obrigado pela informação. Vou compartilhar o seu
    artigo no meu instagram.

  3. Incrível como algumas informações são passadas erradas por
    alguns sites. Pelo menos agora consegui achar a informação
    correta que estava procurando. Infelizmente tem muita
    informação errada na internet. Compartilhei no meu
    facebook. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *