Durante esse trimestre ocorreu a primeira feira de tecnologia mundial do ano, em Las Vegas, onde foram apresentadas as principais tendências tecnológicas para o mercado de eletroeletrônicos de 2019.

A IDC Latin America contou com representantes na “Consumer Electronics Show” (CES) e elencou as principais inovações ao mercado brasileiro.

Tecnologia 5G

De acordo com a IDC Latin America entre as principais novidades estão a rede 5G, que deverá começar a ser implementada pelas operadoras de telecom, efetivamente, apenas no próximo ano. O serviço de dados promete ser pelo menos 100 vezes superior ao 4G.

A nova tecnologia tem o objetivo de melhorar a experiência do consumidor, mesmo em locais com alta densidade de pessoas. Para as empresas, o uso intensivo de sensores será facilitado e a Internet das coisas (IoT) vai decolar com investimento previsto, para esse ano, de cerca de US$ 20 milhões.

O setor de televisores também vai receber uma atenção maior do mercado com o lançamento de TVs com definição e tamanho ainda maiores. Muitas marcas apresentaram durante o evento internacional variedades de telas de 8K com uma resolução que multiplica a geração 4K por 4 (8K: 7,680 x 4,320 pixels vs 4K: 3,840 x 2,160 pixels). Contudo, é importante ressaltar que ainda não existe conteúdo comercial disponível em 8K.

Ainda na categoria, outra novidade é o lançamento de telas dobráveis, que podem desaparecer quando não estão em uso e liberar espaços nos cômodos da casa.

Celular está presente em 93,2% dos domicílios brasileiros

Internet está presente em 74,9% dos domicílios brasileiros

Qual o cenário atual?

Se destacou ainda entre os lançamentos o uso da robótica para oferecer uma diversidade de dispositivos de interação centralizada, desde um hub a um smartphone. A estimativa da IDC é de que cerca de 6 milhões de dispositivos inteligentes sejam instalados nos países latinos, uma vez que já existe suporte em espanhol para as principais plataformas de assistentes pessoais.

“Hoje é importante que tanto o consumidor final quanto as empresas fiquem a par das novidades e tendências apresentadas no mercado, porque é preciso que a tecnologia de ponta seja aplicada na vida cotidiana, tanto pessoal quanto comercial, para que o mundo fique hiperconectado”, comentou o gerente de Mercados Emergentes da IDC, José Daniel Zegarra.

A IDC ainda espera que haja crescimento superior a 45% nos próximos dois anos, no uso de tecnologias com Inteligência Artificial, especialmente nas áreas de finanças e saúde. Na feira mundial, as principais marcas de processadores passaram a incluir em seus dispositivos reconhecimento de voz e detecção de objetos focados em condução autônoma.

A aplicação vai desde o uso mais eficientes de sensores até na agricultura inteligente (irrigação). Por falar em sensores, os varejistas na área de esportes, saúde e qualidade de vida podem se atentar com a inovação das “tecnologias vestíveis” (wearables). A empresa prevê que o mercado vai crescer 15% aumentando a participação de dispositivos inteligentes na comparação com dispositivos básicos.

Os sensores estão cada vez mais potentes com opções que já fazem eletrocardiogramas dos pacientes/consumidores. No ramo dos esportes, destacam-se os equipamentos de maior resistência à pressão e à água.

Cresce utilização de TVs para acesso à internet, aponta IBGE

RESUMO EM TÓPICOS

• 5G: serviço de dados promete ser pelo menos 100 vezes superior ao 4G;

• TVS: setor focará com o lançamento de aparelhos com definição e tamanho ainda maiores.

Conteúdo Relacionado

TEI

Novidades do mercado de eletrônicos: smartphones com tela dobrável

08.abril

As inovações em dispositivos móveis não param e ano a ano mostram ao mercado o que há de mais tecnológico no segmento. Neste ano, a grande aposta são os celulares de tela dobrável que já estão atraindo olhares dos consumidores e do varejo de telecom.

TEI

Mercado da Tecnologia da Informação e Comunicação deve crescer 4,9% neste ano

27.março

A IDC Brasil prevê uma alta de 4,9% no mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para 2019. Segundo o estudo apresentado, a venda de dispositivos como smartphones e Pcs vai fomentar 10,5% de crescimento.

TEI

Celular está presente em 93,2% dos domicílios brasileiros

29.janeiro

Há tempos o telefone celular vem galgando o espaço de principal equipamento para comunicação e acesso à internet. A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua sobre Tecnologia da Comunicação e da Informação (PNAD TIC), divulgada pelo IBGE na semana passada, revelou que em 2017 o aparelho estava presente na maioria das residências brasileiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *